Umuarama

Regional de Saúde muda local da farmácia especializada

(Editoria)

A direção da 12ª Regional de Saúde de Umuarama anunciou a mudança de endereço da farmácia especializada. Em abril, a distribuição de medicamentos de alto custo fornecidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) será feita em um prédio novo localizado ao lado do Hospital Uoppeccan.

Renata Pititto, responsável pela Divisão de Gestão e Atenção à Saúde, explica que a mudança atende à recomendação da Vigilância Sanitária, com melhoria na estrutura. De acordo com ela, as instalações atuais não são adequadas para armazenamento de medicamentos e para os usuários do sistema. “Além da deficiência da acessibilidade há problemas com climatização do ambiente”, observa. O aumento da demanda também foi considerado.

Por conta da mudança, a farmácia ficará fechada entre os dias 19 de março e 1º de abril. O retorno do atendimento está previsto para o dia 2 (segunda-feira). A novidade nesse novo endereço será o atendimento agendado, para redução do tempo de espera. Em média, a farmácia atende 170 pessoas por dia. Elas são de Umuarama e de outras 21 cidades da região.

Ainda pela madrugada, pessoas de Umuarama e da região formam fila na calçada do prédio da Regional de Saúde para retirar medicamentos. E muitas delas não concordam com a mudança de local. A distância entre o endereço atual e o novo é superior a 2 quilômetros. Na opinião deles, a região distante do centro não apresenta estrutura necessária, inclusive de transporte público para deslocamentos.

Luiz Miranda da Costa, 67 anos, retira todo mês medicamentos para a irmã Terezinha. Ele reclama que o lugar é ‘fora de mão’ e prejudica as pessoas mais carentes. José de Andrade, 80, diz que vai piorar cem por cento. “O lugar ainda não tem acomodações para proteger do sol e do frio e prejudica as pessoas pobres que dependem do atendimento”. Outro que não aprovou a mudança é José Luiz de Souza, 74. Ele defende manutenção de uma central de distribuição no centro da cidade. “Muita gente entra na fila de madrugada e eu mesmo cheguei aqui antes das 6 horas”. Para Cícero Adão dos Santos, 76, a mudança da farmácia é muito errada. “Em vez de melhorar pra gente, fica cada vez pior”, lamenta. Natalino dos Santos é morador de Xambrê e busca medicamento para controlar pressão arterial. Todo mês ele pega carona no ônibus da prefeitura ou vem de carro próprio a Umuarama. “Agora terei mais despesa”, ele calcula.

Maria Aparecida do Nascimento depende de transporte público para ir à farmácia buscar medicamentos para controlar taxa de triglicerídeos. Segundo ela, precisa pegar 4 ônibus. Com a mudança, a situação poderá piorar, acredita. Já Rosângela, comentou que a mudança de local também irá prejudicar o comércio da área. “As pessoas que vem da região aproveitam para comprar roupas, calçados, objetos nas lojas aqui perto. Também consomem alimentos, salgadinhos”, observou.

Foto: JTM | Farmácia no interior da Regional de Saúde atende em média 170 pessoa por dia.
Foto: JTM | Pessoas de Umuarama e de cidades da região retiram medicamentos uma vez por mês.

 

Foto: JTM | Pecientes formam fila na rua para aguardar abertura da farmácia e retirar medicamentos.
Foto: JTM | Pacientes não concordaram com a mudança de endereço da farmácia. ‘Distante do centro, sem estrutura para as pessoas’ .

Deixe uma Resposta