Umuarama

Aeroporto de Umuarama fechado para execução de obras

(Assessoria)

O Aeroporto Orlando de Carvalho, de Umuarama, está fechado temporariamente para obras de melhorias. Após um longo período de negociações, busca de recursos e licitação, a ampliação do aeródromo local finalmente será realizada.  As aeronaves com base no aeroporto local passam a operar em cidades próximas que contam com aeródromos, como Cianorte, Guaíra e Goioerê. Neste período, transportes aéreos emergenciais – como pacientes em situação grave de saúde e captação de órgãos para doação e outros – poderão ser feitos por helicópteros, que não dependem do aeroporto.

As obras começam pela ampliação da pista e da área de manobra e estacionamento das aeronaves. Como as obras da primeira etapa envolvem a pista, a coordenação do aeroporto encaminhou um pedido de Notam (Informação ao Aeronavegante, do inglês “Notice to Airman”) à Agência Nacional de Aviação Comercial (Anac). O documento contém as informações para que as operações de transporte aéreo sejam suspensas temporariamente em razão das obras e foi disponibilizado pelo Comando da Aeronáutica na página AISWEB (www.aisweb.aer.mil.br), disponível para pilotos e companhias aéreas. Por um período inicial de 90 dias, o status de Umuarama no sistema é “inoperante para obras/reformas”.

A primeira etapa de obras inclui a reforma e ampliação da pista de pousos de decolagens, faixas de pistas, construção de cerca operacional em todo o perímetro, ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves, construção do pátio do posto de abastecimento e regularização dos aterros laterais, que compreendem grande movimentação de terra. “Já demos entrada nos trâmites para a liberação da segunda etapa, que compreende a reforma da Estação de Embarque e Desembarque de Passageiros e a construção do Sescinc (Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos Civis)”, disse o prefeito Celso Pozzobom.

As etapas seguintes envolvem licitações para compra de móveis e equipamentos a serem instalados na estação e no Sescinc, aquisição e implantação da EPTA (Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo) e por fim a elaboração dos planos, programas e fator humano para operação do aeroporto.

“Após a reforma e adequação estrutural daremos início ao processo de certificação do Aeroporto Orlando de Carvalho, que demandará uma série de planos e programas a serem elaborados e certificados pela Anac. Nossa equipe está empenhada nesse processo com todo o cuidado para que não percamos mais tempo na implantação da tão esperada linha aérea de Umuarama”, completou o prefeito.

Foto: JTM | Avião abandonado há mais de 10 anos permanece no pátio do aeroporto.
Foto: Divulgação | Aeroporto de Umuarama está fechado para pousos e decolagens de aeronaves.

 

 

Deixe uma Resposta